" alt="nome da noticia">

Resenha: Uma visão mais pessoal de California

Autor Por brunobld em 27/06/2016

Agora que o álbum vazou e – quase – todo mundo já escutou o que não está faltando por aí são resenhas, críticas, opiniões entre tudo que envolve o blink-182 e o novo álbum da banda, California. Hoje mais cedo saiu uma resenha aqui no Action182, feita pelo Marcelo Ferraz, que vale a pena ler. E abaixo trago uma resenha mais pessoal escrita em tópicos.

Ponto alto

O soco na cara (Cynical), o chute no peito (Bored To Death) e o soco na boca do estômago (Shes Out Her Mind) é o conjunto de acontecimentos cósmicos que acontecem neste disco que tornam esse começo triplo arrasador, capaz de fazer nocaute em qualquer fã de blink-182. A energia de ‘Cynical’ deixa qualquer hater que estava louco pra criticar um pouco mais pensativo em relação a isso. ‘Cynical’ é inclusive a única música nota 10/10 desse álbum (não que as outras sejam ruins), e ouso dizer que é a melhor abertura de álbum do blink-182 de todos os tempos!

Ponto baixo

Arrisco dizer até que esse álbum é melhor que o Neighborhoods (desculpa Tom DeLonge!), mas há um aspecto nele que me incomoda, e não só a mim, na comunidade do CLUB182 já vi alguns fãs apontando o excesso de “Na Na Na Na” e “oOoOoO oOoOo”. Talvez por necessidade ou desejo do produtor tornar o álbum mais pop e grudento na cabeça dos fãs, mas chega a soar desnecessário e as vezes até forçado. Mas não é algo que faça o álbum ser um desastre. Longe disso.

O outro ponto baixo do álbum na minha opinião é ‘Home Is Such a Lonely Place’. Podemos dizer que ‘I Miss You’ que é uma música bem baladinha de álbum se colocada ao lado dessa, vira um puta de um rock pesado. O blink-182 não precisava exagerar tanto pra fazer uma “baladinha”.

Top 5 do álbum California

Infelizmente tive que deixar outras 11 músicas de fora, mas realmente foi um desafio montar essa pequena lista das 5 que para mim são as melhores do álbum, em certos momentos gerou dúvida, não só para qual música entraria mas também para a ordem delas. A única certeza absoluta que tenho é que ‘Cynical’ é DeLonge a melhor mesmo, e parece que para todos muitos outros fãs também. Então lá vai minhas 5 prediletas do California:

  1. Cynical
  2. Bored To Death
  3. No Future
  4. Kings Of The Weekend
  5. She’s Out Of Her Mind

Matt Skiba

Gosto de Alkaline? Sim. Conheço toda a história da banda e todas músicas de cabeça? Não. Mas conheço a do blink-182 e posso dizer que Matt Skiba está se sentindo em casa, e mais do que isso, encaixou super bem compondo com Mark e Travis. Em certas músicas o ponto alto da música inclusive é nas vozes desse homem maravilhoso de voz aveludada (?), os sentimentos que ele traz para a melodias são únicos, e sua voz é muito agradável mesmo. Caiu muito bem no blink-182.

Seja bem-vindo Matt!

Os duetos do blink-182

Estava com um pouco de medo sim, depois de ouvir ‘Bored To Death’ nas primeiras vezes onde se podia confundir facilmente o Mark com o Matt e o Matt com o Mark. Mas mantive a calma e achava melhor avaliar 16 músicas do que apenas uma pra ter uma opinião formada sobre isso. E ainda bem que foi apenas uma impressão, e aquilo que é uma marca registrada do blink-182 (os duetos com as duas vozes bem distintas) ainda se manteve em alta e sendo um dos pontos super positivos do álbum.

Momento Take Off Your Pants and Jacket

Já experimentou colocar o trio ‘Kings Of The Weekend’, ‘Teenage Satellites’ e ‘Left Alone’ no meio do ‘Take Off Your Pants And Jacket’? Pois bem, tente e você vai achar que fazem parte daquele álbum mesmo, vai até deixar dentro da pasta do Take Off! haha

Qual será o próximo single?

‘No Future’ tem cara, corpo e tudo que um single precisa. A primeira vez que ouvi essa música – eu não queria ouvir na verdade – colocaram ela no alto-falante do celular no meio do escritório e meu sentimento era “não, não quero ouvir, deixar sair todas as músicas juntas e ouvir tudo de uma vez, socorrrrrrooo!”, e mesmo me esforçando pra não prestar atenção em nada, eu estava cantarolando mesmo sem saber a letra. Que maldição. Theeeeey don’t care, abouuuuut you… NO FUTURE!

Um sonho (im)possível?

Depois de ouvir esse álbum um milhão de vezes nos últimos 4 dias, eu fiquei imaginando que maravilhoso seria se pudéssemos ver pelo menos um show com Tom DeLonge e Matt Skiba juntos. Um álbum composto pelos dois juntos seria ainda melhor, mas ai já é pedir muito. Será?

California | Nota final: 8,3

Afinal de contas, não é fácil para um fã de blink-182 que ouve a banda desde antes dos anos 2000, se acostumar com um álbum que não tenha Tom DeLonge, mas eu aceito mais um álbum com Matt Skiba também e ai quem sabe a gente chega nos 9! :)

13249956_1586546614980929_1182724425_n