Vídeos: os primeiros shows de Travis Barker no blink-182 (1998)

Autor Por Danilo Guarniero em 27/05/2016

Blink 182 at the 1998 KROQ Almost Acoustic Christmas in Los Angeles. (Photo by Jeff Kravitz/FilmMagic)

1998 foi um ano de grandes transições para o blink-182, que já começava a se destacar entre as bandas de punk rock e hardcore melódico da época, consolidando cada vez mais uma base de fãs e fazendo turnês cada vez maiores. A maior dessas transições com certeza foi a substituição de Scott Raynor (que, de acordo com Mark e Tom, vinha bebendo muito e dando mancadas em shows, errando e tudo mais).

Mas as coisas não foram assim, de uma hora para a outra. Assim como muitos fatos ocorridos nos obscuros primeiros anos do blink-182, existe muita coisa não explicada sobre isso. Mas o que sabemos é o seguinte:

Em 18/04/1998, Scott Raynor faltou a um show do blink-182 por motivos pessoais (uma “perda trágica” que jamais foi comentada) e precisou ser substituído às pressas pelo então baterista do The Aquabats!, Baron von Tito – ou, como é mais conhecido hoje, Travis Barker. Foi aquele show que todo mundo já ouviu a história: Barker aprendeu as músicas em 45 minutos e mandou super bem. Infelizmente não há vídeos desse dia.

Os shows com Scott continuaram rolando, mas havia uma tensão grande na banda. O último show de Scott Raynor no blink-182 foi no dia 1/06/1998. Sete dias depois, dia 08/06/1998, o blink-182 se apresentou em Nova York, no Summer Rental 1998, e Travis Barker já estava no comando das baquetas:

Em 15/06/1998Travis Barker tocou novamente com o blink-182 – podemos dizer que, a partir daí, Travis Barker já era um membro fixo, já que Scott nunca mais tocaria com Mark e Tom novamente.

Aqui está um vídeo deles tocando Apple Shampoo nesse dia. A qualidade não é das melhores, mas vale o registro:

Outros vídeos desse set:

Untitled
Does My Breath Smell
Dammit
Mutt
Josie
Dick Lips

Na realidade, mesmo sendo substituído por Barker pela segunda vez, Scott ainda estava na banda – tecnicamente. Depois desse show que vimos acima, em julho de 1998, Mark e Tom fizeram um ultimato a Scott: parar de beber e ir à reabilitação ou sair da banda. Scott concordou e estava disposto a se submeter a uma reabilitação para continuar na banda, mas mesmo assim foi expulso por telefone.

No dia 14/07/1998, a MTV noticiou oficialmente a saída de Scott Raynor da banda, citando que ele “voltou para a escola” e oficializando a permanência de Travis Barker no blink-182 de vez.

_

O livro de Travis Barker traz mais sobre os primeiros anos dele com o blink-182:

Travis Barker conta, com suas próprias palavras, tudo sobre sua saída do Aquabats (os membros da banda não ficaram muito felizes por Barker os trocar por uma banda “vendida!”, nas palavras deles), os primeiros anos dele com o blink-182 e muitas outras coisas pessoais – de forma brutalmente honesta. O livro Travis Barker: Vivendo a mil, enganando a morte e batera, batera, batera já chegou no Brasil em sua versão em português. Adquira sua cópia agora! (ou, se quiser, pode ler o primeiro capítulo de graça, cortesia da Edições Ideal, clicando aqui).

POST-FACEBOOK--EDICOESIDEAL-quadrado2 POST-FACEBOOK--EDICOESIDEAL-quadrado3

_

Mais curiosidades e posts sobre o blink-182:

Por onde anda Scott Raynor?

Curiosidades sobre os primórdios do Blink

Compilação: todas as vezes que o blink-182 tocou no KROQ Weenie Roast

Curiosidades sobre a música “I Miss You”, do blink-182