Uma turnê pelas tatuagens de Travis Barker

Autor Por Mona em 05/09/2012

O canal do YouTube da Fuse TV publicou esse vídeo, onde Travis Barker mostra algumas de suas tatuagens.

 

 

Sobre suas tatuagens na cabeça: “Acabei de terminar a minha cabeça. Sempre quis tê-la toda tatuada. Quando eu era criança, via algumas pessoas com a cabeça assim, e durante o verão elas deixavam o cabelo raspado, e se deixassem o cabelo crescer, ninguém podia ver”.

Sobre sua primeira tatuagem: “Quando sofri o acidente de avião, ela foi queimada, então não existe mais. Era o meu apelido, Bones, escrito com ossos. Com o símbolo Dag Nasty logo acima, que era uma banda de hardcore que eu gostava muito. Ainda gosto”.

Na parte de cima da sua perna, o baterista tem tatuagens em homenagem ao DJ AM e seu amigo que faleceu no acidente, Little Chris. “Eu tenho espaço sobrando onde eu tinha tatuagens que foram queimadas, mas agora só tenho as cicatrizes, e tenho que começar tudo de novo. É muito estranho. Eu tentei tatuar algumas coisas nas cicatrizes, mas dói demais”.

Sobre a dor: “Eu sempre fiz minhas tatuagens completamente sóbrio. Algumas pessoas gostam de beber, ou tomar alguns analgésicos, mas a dor não me incomoda. Toda a sensação de ser tatuado é uma coisa pela qual eu fico ansioso. É uma coisa boa para mim. Em algumas vezes, como quando tatuei minha cabeça, quando começou a me incomodar, já faziam seis ou sete horas que eu estava tatuando”.

Travis também tem o símbolo da Chevrolet tatuado sobre uma rosa, e o nome da sua filha Alabama na mão esquerda, e nos dedos, a palavra “motivate”, que significa motivar, mas a tatuagem ficou apagada por conta das queimaduras. O baterista tem uma homenagem à sua mãe  no braço direito, além de outras tatuagens religiosas. O símbolo da banda The Transplants na parte debaixo da sua cabeça, e também a frase “one life, one chance” (uma vida, uma chance), e o nome de seus filhos, Landon e Alabama na lateral da cabeça.

“Acho que vou deixar a minha bunda sem tatuagem. É meio estranho você chegar para os seus amigos e falar ‘hey, cara, eu quero que você tatue minha bunda'”.