Um Toque é só um toque

Autor Por brunobld em 04/06/2009

O amor é uma coisa engraçada. A gente, antes de culpar o amado, prefere falar que a culpa é do mundo… de qualquer coisa! Seja banda, namorada (ou ex, quando ainda achamos que a culpa é nossa por se ferrar na mão dela… isso é amor ok?) E de onde quero chegar, filhos!

Tá, antes que comecem as acusações (“Fernando, a maioria ou ninguém aqui tem filhos”) vou explicar antes que falo de SER filhos. Coisa que todos somos, querendo ou não.

Um ano atrás, num blog pessoal, comentei sobre uma idéia absurda que vinha circulando nos noticiários: a idéia de proibir as festas “rave” no Brasil (pois muitos usavam Ecstasy durante elas, pois é mais fácil se proibir uma festa, que não mudará nada os usuários de Ecstasy, a que prender traficantes, na cabeça deles). E, claro, essa lei não foi aceita.
Mas atualmente apareceu algo no interior de São Paulo que se assemelha a essas proibições banais.  Uma nova lei, no noroeste do estado, dita que: menores de 18 anos estão impedidos de ficarem nas ruas após as 23 horas já que pais e responsáveis não estariam conseguindo educar seus filhos, e precisariam disso, sim: um Toque de Recolher. A notícia pode se antiga pra quem está longe, mas pra quem mora na região, vê o circo armado há muito tempo.

Notem bem como a irresponsabilidade de alguns afetam todos. Não tenho mais 18 anos, tenho muitos amigos menores e desde que sei sobre educação, sei que cada pais educa seu filho da maneira que acha certo, pois somos diferentes e nossos pais também. A maior responsabilidade de quando tiver um filho é de eu mesmo o educar, isso é fato. Muitos pais estão dizendo: “nossa, isso é ótimo agora fica mais fácil”. Bem, primeiramente quem fala isso está fugindo do auto-compromisso que criou ao ter o filho, esta autoridade estará sendo passada para uma pessoa que você não conhece, que não sabe quem você é, que pega bandidos o dia todo, e vai te tratar muito “carinhoso”, pois essa pessoa, fardada com um revolver na cintura e uma das mais violentas do mundo, vai ser responsável por você, caso esteja fora de casa no horário determinado. Ele te colocará na viatura e vai até sua casa. Existe até esquemas de insistência, de prisões e penas aos pais. Que no final, você não será mais filho, será um fardo.

Já existem problemas demais nas relações pais e filhos, ainda mais nessa idade, e pra que criar mais barreiras?
E os que são bem educados, os pais confiam em sair nos horários que eles mesmos predeterminam? Serão também punidos e terão de pagar por aqueles que nem Deus dá um jeito? O dia em que seu pai liberar você pra ver umas “gatchenhas”, você precisar sair pra ver um amigo, ele confiar em você, a voz dele será mais baixa que a do policial que além de não ser seu pai, nem sabe se você é boa pessoa ou não!

É como se por uma briga de torcida, proibissem o Futebol! Nada se pode generalizar nesse mundo, não se pode falar tudo é X ou tudo é Y.  Se tem Ecstasy nas “raves” é porque passou por várias cidades policiadas até chegar no sítio da festa, ou seja, eles falharam várias vezes no percurso todo e, na cabeça deles, se não tiver a droga, a festa deixa de existir! E se não tiver menor na rua, depois das 23, de certo o (verdadeiro) jovem delinqüente vai deixar de fazer as coisas erradas, ou pior, vai deixar de sair de noite! As pessoas que fazem esse tipo de coisa não fica debaixo da luz conversando e rindo alto, e muito menos: Quem nasceu pra fazer coisa errada, não há lei que o conscientize! Pois, só nós mesmos podemos nos conscientizar (só não vale citar NxZero na abertura da malhação, pra quem entendeu).
As pessoas de má índole aprontam independente de conceitos morais e situações financeiras. Quem assistiu o filme Alphadog (sim, aquele com o Justin Timberlake, garotas) sabe o que eu estou falando: não há riqueza que destrua um ladrão.

Seus pais fazem coisas boas e ruins no seu ponto de vista, ele é humano.  Eles te conhecem, eles sentam pra conversar, ele te xingam de problemas que a gente finge que eles estão errados. Eles te trouxeram ao mundo, eles sabem o quanto são especiais pra eles. Quando se cai na mão de pessoas acostumadas com ladrões e assassinos pra fazer esse tipo de serviço, além de que muitas vezes são bem ignorantes, só cria mais revolta (quem já levou uma batida pode responder). Quem quer usar drogas, vai usar, a hora que vai usar vai mudar, só isso. Quem quiser má influências, qualquer hora é hora. E quem, como nós, tenta viver direito e na lei, engole sapo pelos que aprontam e censura dos que ACHAM fazer a coisa certa.

Essa lei funcionará tanto quando aquela velha história: Sabe aquele papo… Quando vai dormir na casa e uma namorada e mãe dela fala pra você e ela dormirem em quartos separados, ela ta achando que ta resolvendo o mundo. Meus amigos, quando se quer algo, repito: Qualquer hora é hora! Pois, de dia não pode transar?

Fernando Belucci tem 24 anos, estuda Jornalismo, é  escritor e roteirista de quadrinhos, um blog de contos… Espera não ofender muita gente, só espera. E sim: Ouvi isso de uma sogra e eu ri, muito.