Travis Barker e Mark Hoppus falam mais sobre os 10 anos do Self-Titled

Autor Por Danilo Guarniero em 22/10/2013

31882f0b-79d8-4ec6-84cc-fdd8f35b01ed
 

Travis Barker foi entrevistado no programa Kevin & Bean da KROQ. Isso mesmo, você não leu errado. Uma entrevista em que o Travis fala sozinho do começo ao fim! Mais ou menos, na verdade — se não fosse o Mark Hoppus ligar no meio da entrevista para participar também!

Na entrevista, Travis Barker e Mark Hoppus comentam sobre suas vidas e projetos pessoais, além de contar mais sobre a turnê comemorativa de 10 anos do Self-titled e músicas novas que estão preparando para o novo álbum do blink-182, previsto para ser lançado no ano que vem.

Clique no player a seguir para ouvir a entrevista completa. Abaixo, traduzimos as melhores partes da entrevista, que também foi publicada no site da KROQ.

“Não curto descansar, cara,” disse Barker, falando sobre quando ele assistiu ao UFC nesse fim de semana na frente da TV com seu pad de treino. “Eu fico empolgado com isso. Depois de tocar bateria por tanto tempo, só quero aumentar o nível.”

“Eu ia tocando mais rápido de acordo com o desenrolar da luta, foi insano,” brincou Barker. Para ficar em forma, Barker contou que corre quatro ou cinco vezes por dia por aproximadamente 2km, faz treinos de força e condicionamento, além de praticar jiu jitsu com seus filhos porque ele gosta do respeito e disciplina que vêm das artes marciais. Isso o deixa preparado para tocar shows de 2 horas. “Eu tenho que estar 110%,” disse Barker.

Os dois filhos de Travis gostam de punk rock e se inspiram no pai, gênio tatuado da bateria. “Eles já me imploram por elas,” disse Barker sobre suas tatuagens e a idade em que seu filho poderá fazer uma. “Eu digo que quando ele fizer 16 anos a gente conversa, e eu tenho que falar com a mãe dele também.”

Para a banda, a idade chegou quando eles lançaram o álbum Self-Titled em 2003. No telefone, diretamente de Londres, Mark Hoppus (intrometido!) ligou para participar da entrevista. Ele disse que tem muito orgulho desse álbum.

“Foi definitivamente uma mudança em nossas atitudes como uma banda, a forma como nós pensamos em nós mesmos e na música em si… A gente se esforçou para que esse fosse nosso ‘Pet Sounds’ ou nosso ‘White Album’,” explicou Mark, fazendo uma alusão aos Beach Boys, the Beatles e outras bandas que ultrapassam seus limites e fazem algo diferente.”

“Eu tenho muito orgulho do que nós fizemos,” disse Hoppus. E já que fazem 10 anos desde que o disco foi lançado e o blink-182 nunca tocou algumas das músicas que estão nele, a banda está ensaiando freneticamente. Eles terão apenas quatro ou cinco dias de ensaio, na prática. uma das técnicas que o Mark está usando para reaprender algumas músicas do CD é ouvi-las no rádio e acompanhá-las com seu baixo. E ele admite que usa a internet para se guiar.

“É triste, mas algumas vezes eu tive que recorrer ao Google para lembrar as letras que eu mesmo escrevi,” confessou Mark Hoppus. Ele brincou que Barker sempre foi tão bom na bateria que não dá para melhorar, enquanto Hoppus disse que tem muito para aprimorar ainda. Para ilustrar, o baixista disse que já aconteceu de alguém chegar nele e dizer “Meu filho começou a tocar guitarra há um ano e já sabe todas as músicas de vocês.”

Mas isso não significa que os fãs de blink-182 não querem ouvir mais músicas da banda. Já fazem dois anos desde que eles lançaram o Neighborhoods, e a banda disse que tem a intenção de chegar no ano que vem já com músicas novas.

“Já estamos conversando sobre novas músicas há um tempo… queremos lançá-las em 2014.” Em adição a isso, eles também terão uma seção no site onde os fãs podem ir. E por falar em fãs, a banda diz que os shows do blink-182 no Palladium nos dias 6 e 7 de novembro serão pelos fãs.

“É algo especial. É o aniversário de 10 anos desse álbum. Tivemos que correr com essas coisas, mas é pura e unicamente pelos nossos fãs. É uma forma de retribuir e comemorar de verdade um disco que foi um ponto de virada para nossa carreira.” — a performance no Red Bull Sound Space será ainda mais especial.

“A intimidade que uma casa de shows pequena oferece é muito melhor,” disse Travis. “Gosto quando uma pessoa pode cuspir em você.”

A banda irá tocar no Red Bull Sound Space no dia 7 de novembro às 11:45am PT (em torno das 16h45 no horário de Brasília) e o show será transmitido ao vivo no site da KROQ.