Tradução da entrevista com o Tom.

Autor Por brunobld em 07/03/2009

Tom Delonge, do Blink 182, é o cérebro e a força por trás da misteriosa marca Macbeth. Com a paixão por tênis simples que são um grande hit nos círculos emo-rock, Delonge construiu a marca com a ajuda de uma conexão de amigos músicos e família que criaram uma coleção de tênis incomparáveis. De cordas desafinadas para cadarços encordoados, Delonge também usou seus princípios vegetarioanos para guiar a direção do produto. Levou alguns minutos para encontrá-lo mas finalmente aqui está.. Sr. Macbeth em pessoa!

Macbeth é uma marca que incorpora o amor pela música e a necessidade por algo diferente em um mercado saturado, mas quais são os elementos-chave da sua marca que se diferencia?
A Macbeth tem muitas características que a diferencia das outras marcas de tênis. Pra começar, nos insipiramos para fazer produtos muito bons. Nós somos a marca original de calçados de música realmente criados por músicos. Nossa linha é inspirada diretamente do nosso grupo exclusivo de artistas, ao contrário de outras marcas que simplesmente se junta com qualquer moda que está em alta no momento. O programa Macbeth Studio Project é algo pelo qual nos orgulhamos, em vez de comprar direitos de mercadorias para um nome ou logo de alguma banda; nós trabalhamos diretamente com um artista para capturar sua personalidade e personalidade artística em cada produto. Macbeth também faz muito trabalho caridoso com Shirts For A Cure, Keep A Breast, Invisible Children e Dear Jack Foundation. Nós mantemos um perfil baixo, silhueta clássica que seja confortável para o artista enquanto ele toca no palco mas que também se encaixe no seu estilo. Os calçados Macbeth Vegan são uns dos poucos calçados vegan de verdade por aí,  nós usamos uma cola a base de água e materiais vegan, ao contrário de muitas outras marcas que usam a cola regular e materiais vegan.

Daonde é derivado o nome da marca? Você é um viciado em literatura?

O tema da Macbeth, a peça Shakespeareana, fala de uma verdade básica, as riquezas ganhas através de métodos antiéticos são sem valor algum e nós tentamos introduzir isso no nosso sistema. É uma peça incrível e se alguém não leu, nós recomendamos. Aquele tema e nome são eternos e nós queremos que nossa empresa seja eterna também, então o nome encaixou.

Quem está na família Macbeth?

Macbeth mantém uma lista bem pequena e exclusiva de artistas com quem trabalhamos e tiramos inspiração. Nós trabalhamos com músicos, artistas, tatuadores, e todo o tipo de pessoas incríveis, todas as quais cabem na grandiosa visão da Macbeth. Nós, basicamente, fizemos produtos incríveis e nos divertimos muito enquanto fizemos isso. Em outras palavras, nós não mandamos calçados grátis para apenas todo mundo. Macbeth foi a primeira marca de calçados inspirada na música a ser criada por músicos. Foi criada para atender a necessidade do artista e do seu estilo de vida. Eles precisavam de algo fashion, mas confortável, que não fosse um tênis de skate gigante ou um no estilo de corredor atlético. Macbeth preenche esse vazio com calçados clássicos, confortáveis, estilosos, perfil baixo, que não são defeituosos ou malfeitos.

Você está sendo notado quando diz “a Macbeth é sobre desafiar você mesmo a encontrar aquilo que te inspira a ser melhor, fazer melhor e viver com um melhor significado”. Como pode um simples tênis fazer tudo isso?
Através de seus trabalhos de caridade e programa vegan, nós sentimos que a Macbeth desafia as pessoas a serem pessoas melhores e estabelecerem um significado melhor em suas vidas. Quando alguém adquire um certo par de calçados, porque uma parte do lucro vai para a caridade que eles apóiam ou porque são contra a crueldade com animais, essa pessoa está fazendo sua pequena parte em uma grande meta para o melhoramento da sociedade.

É por isso que você também se tornou um simpatizante-vegan?
Quando a Macbeth começou, nós estávamos trabalhando com e tirando inspiração do crescimento da cena hardcore. Bandas como Bane, Alkaline Trio, American Nightmare, H2O, e Sitck of it All, todas apoiaram a Macbeth e pediram por calçados simpatizantes-vegan. Desde aí o programa vegan se expandiu ao que é hoje, ainda trabalhando com muitas bandas como AFI e Circa Survive que vivem sob ideais vegan.

Você sente a responsabilidade de ser um lançador de moda em relação a isso?
Nos sentimos honrados. Nós temos feito calçados livres de crueldade animal por quase 7 anos agora. É algo em que temos crenças fortes e estamos empolgados que tenha pegado com outras bandas e vindo em frente de assuntos sociais.

A  Macbeth também tem colaborado com alguns músicos ótimos, como Hunter Burgan e Fred Mascherino. Como você trabalha com esses caras para criar exatamente o que eles precisam?
Ao trabalhar com rockstars, você é forçado a viver quase como o estilo de vida do rockstar também, o que é foda pra caramba. Nossas reuniões são em ônibus de turnê e festas pós-shows, ao invés de salas de reuniões e escritórios. Nós voamos ao redor de tudo para encontrar com alguns dos artistas mais energéticos para dar o que eles querem em calçados. Nós não temos horários normais de escritório; nós estamos por tudo. Por exemplo, nós tivemos uma reunião com Davey Havok do AFI há algumas semanas atrás, em sua casa, meia-noite. Nós nos encontramos com o artista para descobrir exatamente o que eles querem e precisam, aí nós fizemos.

Qual tem sido o maior sucesso de vocês?
Cada uma de nossas colaborações é diferente. Os calçados do Hunter sempre são demais e vendem bem. Os calçados Tegan and Sara definitivamente veio como um bom vendedor. Nós mal podemos esperar para o calçado Mike Dirnt. É, definitivamente, bem berrante e vaidoso, o que nós gostamos. Nós também temos lançamentos vindo do Frank Iero do My Chemical Romance, os quais uma parte dos lucros irá para o benefício do programa Shirts for a Cure. Há dois designs para Tegan and Sara. Mais designs de estrelas de Hunter e Tom D. Uma sexy fusão high-top/monkey de Mike Dirnt com um design de Russell do Bloc Party. Para terminar nosso ano em uma marca caridosa, também temos calçados vindo de Andrew McMahon do Jack’s Mannequin para beneficiar sua Dear Jack Foundation.

Nos fale sobre a campanha “Sound Of The Future” que será um tema breve na sua coleCão 2009.
Nós entramos em 2009 como se fosse 2010, e o mundo já terminou. Com sorte, nossos calçados serão exatamente o que você vai precisar para o apocalipse; nós sabemos, porque nós estávamos lá. Você pode ver os elementos do tema em todo o nosso trabalho de arte, desde aviões de guerra até eventos atmosféricos, moldes futurísticos loucos, tudo o que convém a idéia de Sound of the Future (Som do futuro).

Como vocês irão continuar mudando as direções para acompanhar o mercado consumidor que está sempre mudando?
Nós vamos continuar fazendo calçados fodas, e trabalhando com os artistas tops. Para ser honesto, isso é tudo que preciamos fazer.

Alguma dica para os empresários que querem começar sua própria marca de calçados?
Se fodam. Com amor, Macbeth.

Traducão por Nathália Behne @ Action182.