Tom Delonge: “Isso nunca foi feito na história do rock”

Autor Por Isabela Rachide em 19/11/2014

angelsandairwaves_2014

‘The Dream Walker’, quinto álbum do Angels & Airwaves, sai no dia 9 de dezembro. A Rock Sound conversou com Tom Delonge sobre o novo disco, Poet Anderson, AVA e blink-182. Vem ler!

O próximo álbum do Angels & Airwaves, ‘The Dream Walker’, não é apenas um álbum: é a primeira parte de um grande projeto que vai resultar em um romance, histórias em quadrinhos e um longa-metragem. E não é só isso. Parece confuso? Pode apostar que sim.

Em primeiro lugar: você tem um novo membro entre os seus bons. Como ele afetou o ‘The Dream Walker’?

Ilan [Rubin] é o melhor multi-instrumentista que eu já conheci na minha vida. Ele toca bateria no Nine Inch Nails e é um incrível baterista, mas é melhor do que eu na guitarra e é o melhor pianista que eu já vi! Eu cresci em uma cena punk que foi construída como um meio de expressar as emoções, mas Ilan cresceu como fã de Led Zeppelin, The Beatles e Queen. Quando você mistura esses dois mundos, musicalmente isso se torna mais diverso. Ilan é o tipo de cara que senta e lê um manual sobre como criar seu próprio sintetizador de som até às 4h da manhã. Já eu sou o tipo de cara que vai jogar um monte de tinta sobre uma tela e falar: “Uau, isso é muito legal!”. Então somos de pólos opostos, e acho que é por isso que se tornou realmente uma boa junção.

Então, o que aconteceu com o resto  da banda nos últimos anos?

David continua aqui, Ilan é meu parceiro de composição e Matt teve mais um filho. Há cerca de um ano ou mais, Matt se mudou pra costa leste pra ficar mais perto da família. Agora eles têm três filhos, então há um tempo ele estava numa encruzilhada e eu disse “tá, vamos tomar o nosso tempo e quando chegar a um ponto em que você tiver que tomar uma decisão, você decide o que fazer, mesmo que você tenha que estar em casa para seus três filhos”. Há pouco tempo atrás ele apenas disse “cara, não posso. Eu tenho um bebê e dois filhos com menos de 4 anos”. Foi uma decisão difícil pra ele, mas ele sabia que seria o melhor para sua família. Eu acho que ele está em uma situação melhor agora. Ele não está mais viajando por aí o tempo todo enquanto tem crianças em casa que precisam de um pai… E David [Kennedy, guitarrista] ainda está aqui. Todo mundo anda por aí perguntando ‘o que está acontecendo com o David?’. Apenas quando se tratava de compor, Ilan e eu fazíamos isso juntos. Há tantas variáveis quando vamos para o álbum. Em todas as coisas que estamos fazendo, cada um assume uma função. Até o Matt estava no funcionamento do site por um tempo e editando coisas. David estava remixando algumas coisas e construindo outras pro show… Todos estão envolvidos.

Vocês tiveram Eddie Breckenridge por um tempo também…

Eddie Breckenridge, o baixista do Thrice, continua aqui também. Eu acho que as pessoas estão apenas confusas. Eu entendo, mas tento falar para elas olharem pro projeto como um todo, não apenas para uma peça. Isso não é simplesmente uma banda, é um pouco como um alvo em movimento e um projeto muito maior. A coisa mais importante que as pessoas precisam saber é que todo o projeto Poet não é da banda.

Então o álbum não é tudo que está chegando…

Tem mais coisas acontecendo também. Estamos escrevendo um romance que sairá na primavera, os quadrinhos saem no Natal, as roupas e os colecionáveis começam a sair no ano novo e o álbum será lançado em dezembro, seguido pelo filme. Isso nunca foi feito dessa maneira.

tomdelonge_angelsandairwaves2014_635

Como esse projeto se compara a tudo o mais que você já enfrentou?

Artisticamente, o projeto é o mais desafiador. Isso nunca foi feito na história do rock ‘n’ roll. Pink Floyd fez um filme incrível e teve 20 milhões de dólares para isso. Bandas já fizeram um livro de histórias em quadrinhos, mas seremos os primeiros a fazer uma narrativa de verdade.

Qual é a história atrás do ‘The Dream Walker’?

É sobre dois irmãos órfãos. Um deles entra em coma e Poet, o personagem principal, acredita que pode alcançar seu irmão no mundo dos sonhos.

De onde esse personagem surgiu?

Eu sonhei com Poet Anderson há uns 15 anos ou mais, em Paris. Fiquei acordado até tarde em um quarto de hotel e sonhei com esse pequeno personagem. A ideia em volta da coisa do sonho é de quando eu vi um documentário sobre pesadelos que preparam os humanos para eventos do mundo real. Isso realmente atingiu um acorde comigo e eu quis criar histórias sobre.

A história de Poet Anderson vai ser um caso isolado?

Todos esses conceitos que estamos lançando com To The Stars vão seguir por gerações. Serão muitos livros, muitos filmes, um monte de séries de histórias em quadrinhos, e é mais parecido com o que a Marvel está fazendo do que qualquer ciosa.

Essa é uma grande afirmação…

A empresa que lançamos no ano passado – To The Stars – agora é uma gravadora, estúdio de cinema e editora internacional. Tudo isso.

Considerando a abrangência desse projeto, significa que isso vai sobreviver além de você?

Esse não é um projeto de vaidade e não é tudo ao meu respeito. É uma coleção de artistas trabalhando juntos, e é por isso que dizemos que Angels & Airwaves não é uma banda, e sim um projeto de arte. É totalmente aceitável pensar que Poet Anderson um dia será gigante e terá 30 pessoas trabalhando nisso.

Quem está escrevendo o romance?

Suzanne Young, uma autora que só escreveu um livro, chamado O Programa, que foi um best-seller no ano passado. Entrei em contato com ela e foi como um casamento feito no céu, em termos de emparelhamento do seu conjunto de habilidades – o tipo mais escuro, tipo de ficção jovem-adulta – para o que estamos fazendo com o Poet Anderson. Ela está profundamente envolvida no livro agora, que está sendo co-escrito junto comigo.

Como você está conciliando isso tudo com o blink-182?

Estamos conversando sobre construir um site e nos preparando para começar a gravar um álbum, então isso é tudo o que vem, mas não há nenhum cronograma para agora. Vamos ver como isso vai rolar. Ou vamos nos mover muito rápido, ou tomar o nosso tempo e ir devagar. Estamos apenas começando desse ponto de partida.

Você está achando difícil equilibrar isso tudo que você tem no seu prato?

Eu venho trabalhando nesse projeto, em especial, há dois anos. Ele vai aos jorros. O Angels & Airwaves e os projetos do To The Stars são tarefas a tempo integral para mim, mas o jorro do blink-182 está chegando. O jorro está chegando… Essa é uma coisa muito blink-182 a dizer.

O quinto álbum do Angels & Airwaves, ‘The Dream Walker’, sai no dia 9 de Dezembro pela To The Stars Records.