Significado de algumas músicas de Neighborhoods

Autor Por Danilo Guarniero em 31/08/2011

Faltando menos de um mês para o tão aguardado lançamento do novo álbum do blink-182, a Alternative Press lançou uma matéria com a banda. Você já viu as quatro capas diferentes, conferiu as páginas da matéria, mas ainda está aguardando a tradução. Enquanto isso, que tal ler o que eles falaram sobre o significado de algumas músicas que estão no álbum Neighborhoods nessa mesma matéria? Confira abaixo!

After Midnight
Uma das quatro músicas que nasceram de uma sessão de composição de última hora, após o cancelamento da turnê pela Europa. O hino “After Midnight” (anteriormente chamada de “Travis Beat”) é a música favorita do baterista Travis Barker, de acordo com Tom Delonge. “É tipo uma próxima ‘I Miss You’,” ele disse. “Essa música começou com ele. Começou com uma batida dele e ele foi guiando a coisa toda”.
“Mark escreveu o refrão em LA, eu escrevi os versos em San Diego,” ele continua. “É louco ver como fazem sentido, mesmo que nós não contamos um ao outro no que estávamos pensando.”
“Essas quatro últimas músicas são as melhores do álbum e nos fizeram continuar escrevendo músicas para esse álbum ao invés de finalizar o álbum que tínhamos em fevereiro e chamá-lo de bom.”

Ghost On The Dance Floor
Atualmente sendo tocada na Honda Civic Tour, essa música é, de acordo com Delonge, especificamente sobre “ouvir uma música que você compartilhou com alguém que faleceu. O que eu gostei dessa música é que trouxe um elemento de perda emocional e dor no coração, mas também tem um fundo de beleza e revolta”
“Acho que alguma coisa dessas ressoou com Travis,” ele continua. “Ele me chamou uma vez para falar especificamente sobre ‘Ghost On The Dance Floor’. Ela o tocou de verdade. Acredito que uma boa música toca cada pessoa diferentemente a cada acorde, eu sou responsável por apenas metade disso. Eu posso gravá-la, mas outras pessoas têm que ouvi-la e sentir algo. É por isso que eu faço — pela esperança de que ela o faça sentir algo.”

Heart’s All Gone
“É bem rápida, bem sombria, mas eu acho que é simplesmente incrível,” disse Mark sobre a segunda música lançada online pela banda no início de agosto. “Estou totalmente orgulhoso dessa música. Essa é aquela que é tão rápida quanto ‘Josie'”
“Mais rápida, eu acho,” disse Delonge. É tão rápida quanto ‘The Party Song’.

Kaleidoscope
Uma das contribuições de Mark que Delonge diz que ele “realmente gosta”, comparando-a com uma música antiga do Descendents. “É um pop punk técnico — o tipo de coisa que nós crescemos ouvindo.”

MH 04.18.2011
Outra música composta após o cancelamento da turnê europeia, “MH 04.18.2011” tem um título bem auto-explicativo: Mark Hoppus a escreveu em 18 de abril de 2011. “A gente ia mudar,” disse Mark sobre o nome estranho. “Como todas as bandas fazem quando escrevem alguma música de primeira, é só um título, é qualquer coisa — ‘Batida Punk Rock’ ou ‘Música Rápida’ ou ‘Parece com Muse’, ou qualquer coisa. Nós iríamos colocar o nome desta música de ‘Hold On’, mas o Tom achou que ‘MH 04.18.2011’ tinha ficado legal, porque soava como um nome de vírus.”
“Essa música é totalmente o Mark,” acrescenta Delonge. “É demais. Soa como ALL e Descendents. E eu não tive nada a ver com isso.”

Natives
“O nome dessa mudou umas 20 vezes,” disse Delonge. “Foi de ‘The Natives Are Coming’ para ‘The Natives Are Going To Rape and Plunder Your Mother’ e até ‘The Natives Are Going To Burn Down The City and Take Your Groceries’. Eu nem sei o que os nativos vão fazer, mas essa música é introduzida com uma batida tribal e depois começa, é demais. É exatamente o que as pessoas querem. E muito disso veio de mim, então acho que as pessoas terão o que querem, mas também vão perceber que é muito melhor ter mais habilidades do que tínhamos lá em 1993.”

Snake Charmer
Inicialmente chamada “Genesis”, Delonge explica que a música é “totalmente sobre Adão e Eva. Achei que ficou irado, essa é boa.”

Up All Night
A essa altura você já deve ter ouvido “Up All Night”, que está nas rádios desde o meio de julho. Foi a primeira coisa que a banda escreveu para esse álbum, há mais de dois anos. “Nos primeiros dias da volta da banda nós começamos a escrever essa música,” Hoppus disse.
“Eu sei que há muita comparação com o Angels & Airwaves,” disse Delonge sobre a recepção inicial, “mas é porque eu estou com o Angels há sete anos seguidos. Nesse tempo eu aprendi a cantar melhor, compor melhor, a produzir, a fazer tudo. Então a idéia de que eu não fosse usar essas habilidades fariam minhas contribuições para Neighborhoods terríveis.”

Wishing Well
Outra que está entre as favoritas de Delonge em Neighborhoods. Esta se destaca pela letra.