" alt="nome da noticia">

Nostalgia: Good Times Tour, a primeira turnê nacional do blink-182 (1995)

Autor Por Danilo Guarniero em 02/09/2016

good-times-tour

Em 1995, o blink-182 embarcava na primeira turnê de sua carreira: a Good Times Tour.

GoodTimes foi um filme de surf dirigido por Taylor Steele. Naquela época, vídeos de skate e surf costumavam trazer bandas de punk rock na trilha sonora, e esse filme não era diferente. Uma das bandas escolhidas para a trilha sonora foi o blink-182 – com intermédio de uma grande amiga de Tom DeLonge (que acabou virando sua namorada depois).

As músicas do blink-182 que estão nesse filme são “Lemmings” e “Zulu”.

O diretor Taylor queria fazer algo ainda maior para divulgar seu filme: levar algumas das bandas da trilha sonora em uma turnê. E foi assim que surgiu a Good Times Tour, com Pennywise, blink-182, Pivit, Unwritten Law, 7 SecondsSprung Monkey (que tem uma música chamada Good Times, tema do filme).

No dia 14 de outubro de 1995 a turnê teve início, na cidade de Costa Mesa (EUA). Em dezembro do mesmo ano, partiram para a Austrália e, em 1 de março de 1996, foi finalizada no The Roxy, Los Angeles.

Os vídeos mais antigos do blink-182 tocando ao vivo que podemos encontrar na internet são esses no Engine Room dia 27 de outubro de 1995, show que faz parte da GoodTimes Tour.

A respeito da turnê, não existia mordomia. Anne, irmã de Mark Hoppus, fazia camisetas da banda para vender e relembra que “qualquer dinheiro que ganhamos ia direto para a gasolina. Você tinha uns 5 dólares pra te alimentar o dia todo e não comia nada além de fast food.”

No Halloween, em certo ponto da primeira parte da tour, Tom DeLonge foi detido pela polícia por estar bêbado e não ter a idade mínima para beber (na época, ele tinha 19 anos).

0c25e40d70618ab6e9b11476adc59d11

Tom DeLonge apreendido por beber sem ter a idade mínima, em Jacksonville, durante a Good Times Tour. O apoio de seu melhor amigo Mark Hoppus foi fundamental para a zoeira ficar completa!

O blink-182 quase não foi capaz de continuar acompanhando a turnê, que teria sua segunda parte na Austrália, por falta de dinheiro (as passagens de avião eram extremamente caras para eles). Os membros do Pennywise deram uma mãozinha e ajudaram a bancar.

Outra das inúmeras histórias dessa turnê aconteceu na Austrália, durante uma festa que rolou depois do último show que fariam por lá, antew de voltarem para América. Mark Hoppus recorda:

“Estava cheio de gente e todo mundo dançando. Foi estranho, porque toda festa que eu já tinha ido as pessoas só ficam de boa, ninguém dança. O Tom apareceu, super bêbado, e eu perguntei pra ele por que ele não estava pelado e dançando. Daí o Tom tirou completamente a roupa e começou a dançar. Foi uma das coisas mais engraçadas que eu já vi. A sala inteira esvaziou. Toda aquela galera australiana se levantou e foi embora.”

Assista abaixo ao documentário completo sobre essa turnê, com cenas de performances de todas as bandas envolvidas e, claro, toda a diversão no backstage: