Nostalgia: blink-182 no Pepsi Smash 2004, uma das melhores apresentações

Autor Por Danilo Guarniero em 18/11/2015

Blink 182 - MEN - 03-12-04 035

Já fizemos uma lista só com as melhores performances do blink-182 em programas de TV, mas tem uma que foi citada tantas vezes naquela época que precisava de um post só pra ela. Estou falando da vez que o blink-182 se apresentou no Pepsi Smash, em 2004.

Provavelmente um dos shows que capturou em cheio o auge da banda nos palcos.

Pepsi Smash era um evento transmitido pelo canal Warner e patrocinado, obviamente, pela Pepsi e que levava grandes artistas que estavam bombando para os palcos. De 2003 a 2004, muitos passaram por lá, de Evanescence a Beyoncé.

Do episódio em que o blink-182 participou, foram transmitidas duas músicas: “The Rock Show” e “I Miss You”. E foi bem na época em que os três tocavam as músicas o mais rápido possível. Detalhe: o Travis tava tocando pra caralho mesmo com o pé esquerdo quebrado, pra variar.

Não tem como não se empolgar com The Rock Show tocado nessa velocidade:

Ou então, com essa performance de I Miss You, mais elétrica que nunca. Não sei vocês, mas o final dessa música, em especial nessa apresentação, me arrepia TODA VEZ e me faz ter vontade de estar em um show do blink-182 em pleno 2004.

_

Antes do show, eles deram uma entrevista para o programa. Basicamente, falaram sobre o recente disco Self-titled – na época era recente, hoje já tem mais de 10 anos (desculpa te lembrar que você envelheceu).

Tom comenta que esse álbum foi um grande divisor de águas e é bem diferente dos outros discos. Eles queriam fazer algo diferente do que faziam antes, e até porque todas as bandas de punk rock e pop punk estavam fazendo sempre a mesma coisa, então queriam fazer algo mais interessante.

Eles falam também o que mudou em relação às turnês agora que todos os três tinham filhos (a grande mudança foram os camarins separados e brinquedos espalhados por eles).

Para finalizar a entrevista, Travis conta o que aconteceu para o pé dele estar quebrado: “Eu prendi o pé na bunda do Tom.” Depois que todos dão risada, ele explica o que realmente aconteceu: “Eu tava correndo pra entrar no ônibus, na Austrália, e pisei em falso. Foi uma queda inocente.”

Sobre tocar bateria com o pé quebrado, ele diz que basicamente toca o bumbo e o chimbal com o outro pé que está ileso.