Matt Skiba fala sobre seu futuro com o blink-182

Autor Por Danilo Guarniero em 17/04/2015

blink-182-w-matt-skiba

Matt Skiba recentemente conversou com a Billboard sobre seus projetos e, obviamente, um dos assuntos tratados foi o futuro do blink-182. O guitarrista foi enfático ao dizer que nada é certo e, como ele também tem o Alkaline Trio, teria que ver como equilibraria as coisas entre as duas bandas. Skiba, que é amigo de Tom DeLonge, deixou claro ainda que não há nenhum atrito entre os dois, apesar de não terem mais se falado desde então, e espera que a amizade entre eles ainda esteja bem. Confira a tradução na íntegra:

“Matt Skiba tem uma turnê chegando com o Alkaline Trio e um segundo disco de seu outro projeto, The Sekrets, a caminho. Mas o guitarrista admite que seu novo papel tocando com o blink-182 significa incluir mais uma tarefa nesse calendário.

“Tem muita coisa que precisa acontecer antes de podermos ter certeza de algo, ” Skiba contou à Billboard. “Nem sei qual é o status atual, mas esperamos fazer mais coisas no futuro. Quanto tempo isso vai demorar, isso eu não sei.”

Skiba foi escalado pelo baixista Mark Hoppus e pelo baterista Travis Barker no começo desse ano para substituir o guitarrista Tom DeLonge. Ele tocou com o Blink em dois shows pequenos (SOMA e Roxy Theatre) e no festival Musink, e disse que “a experiência foi incrível. Nós nos conectamos. Nos divertimos bastante juntos. Eu conheço o pessoal do Blink há uns 15 anos, então já somos amigos, só não tínhamos tocado juntos até então. Mas foi tudo muito bem, os fãs estavam felizes. Eu tenho certeza que há muitos descontentes com isso, mas parece que a maioria das pessoas ficou impressionada com o que apresentamos.”

Matt diz que aprendeu 27 músicas do blink-182 em dois meses de ensaio, o que ele disse que foi “um trabalho intensivo, mas muito divertido. Quando você está tocando com caras tão legais e bons, é muito trabalho mas é um trabalho divertido.” E como os fãs, Skiba também ficou chocado com a notícia da saída de DeLonge. “O que eu sei é que tinha marcado um almoço com o Mark e com o Travis, mas até então não sabia o motivo,” relembra. “Demorou uma semana pra cair a ficha do que eles tinham acabado de me pedir.” Apesar disso, ele deixa claro que não quer desrespeitar Tom DeLonge em nenhum momento.

“Eu e o Tom sempre tivemos uma relação amigável,” Skiba diz. “Nós [Alkaline Trio] fizemos turnês com o Blink diversas vezes e nós dois sempre fomos amigos. Gosto de pensar que nós ainda somos amigos. Não conversei com o cara desde que tudo isso aconteceu, mas de jeito nenhum isso é pessoal. O Tom sempre foi legal demais comigo nos últimos anos. Ele e sua banda nos levaram para uma turnê e isso nos ajudou demais, então não tenho uma palavra negativa pra dizer sobre ele. Acontece que eu fiquei sabendo que ele saiu e me pediram pra tocar, então foi o que eu fiz. Eu não queria subir no palco e fazer o Tom DeLonge. Tanto que eles sempre anunciaram como ‘blink-182 with Matt Skiba’, então eu fui lá e fiz o Matt Skiba.”

Leia também:

Resenha: blink-182 com Matt Skiba – Like the old times

Travis fala sobre o futuro do blink-182

Tom DeLonge desabafa em seu Instagram sobre atual momento