Mark Hoppus responde (Parte 1)

Autor Por Danilo Guarniero em 21/12/2010

Recentemente o Mark pediu, no Facebook, para que os fãs mandassem perguntas para que ele respondesse, na medida do possível. Abaixo você confere a primeira parte dessa brincadeira.

Cidade favorita para tocar? Cada cidade ou país é diferente por algum motivo. E cada show é diferente. Às vezes, nós tocamos duas noites seguidas na mesma cidade e esses dois shows são completamente diferentes. Acho que depende da nossa performance e da energia do público.

Nome do novo álbum do blink? Nada foi decidido ainda. Normalmente nós esperamos até o último segundo possível e, só então, escolhemos o título por capricho.

Você se lembra da sua aparição em American Pie? Sim, foi muito divertido. Pessoas legais no set e nós trabalhamos com um macaco. Eu falei “vai lá garotão, é seu aniversário.”

Vocês vão lançar mais um álbum ao vivo? Não tenho certeza sobre outro álbum ao vivo, mas o blinkumentary terá diversas músicas aovivo.

Quando vocês irão anunciar as datas para a Irlanda? Acabamos de anunciar que tocaremos no Oxegen Festival ano que vem.

Quem está produzindo o novo álbum desde a morte do Jerry Finn? Por enquanto, somente a gente. Estamos fazendo tudo por conta própria. Não sei se alguém poderia substituir o Jerry Finn. Ele era o melhor, e nós aprendemos muitas coisas com ele. Eu sinto sua falta todos os dias. Ele era um dos maiores, sinceramente. Ótimo produtor e amigo.

Em média, quanto tempo vocês levam no processo de composição desde a idéia principal até completar uma música? Letra, música, gravação, etc. Cada música é diferente. Algumas são feitas em questão de horas. Dammit foi assim. Algumas levam mais tempo. Eu agonizei na letra de Stockholm Syndrome por semanas, aí um dia eu acordei no meio da noite com a coisa toda na cabeça.

Vocês planejam fazer músicas fora do pop punk? Achei que nós já tivéssemos feito, principalmente no último álbum.

Com que frequência você praticava com seu baixo quando estava crescendo? Todos os dias. A cada chance que eu tinha.

Como foram os últimos 4 ou 5 anos desde que vocês se separaram? Colapso total, perda de identidade, recuperação da identidade, fúria, frustração, perdão, ansiedade, prazer, perda de amigos queridos, reconstrução de amizades.

O “Lettuce” está sendo usado nesse álbum? Quase que exclusivamente. Aquele baixo sempre detona. O baixo “Only One” chegou perto, e eu o dei embora no palco de um show em São Francisco.

Você vai produzir mais bandas? Agora não. Entre o blink-182 e A Different Spin, não há tempo. Algum desses projetos sofreria. Estou bastante ocupado ultimamente. Seria um prejuízo para qualquer banda se eu tentasse fazer isso.

Como vocês se mantêm calmos antes de começar um show? Eu não me mantenho calmo. Fico no backstage pronto pra ir, ansioso pra tocar, olhando no relógio, gritando “Vamos lá!” Quase sempre eu sou o primeiro a subir no palco. Odeio esperar pra tocar…

O que você acha do novo álbum do Kanye? EU AMEI!!! Melhor álbum em um bom tempo.

Você já quise tocar guitarra ao invés de baixo? Não. Quando eu comecei a querer tocar, sempre quis baixo. É a ponte entre as bateria e a guitarra. Ele estabelece a base da melodia.

Você aprendeu a tocar baixo sozinho? E onde você arrumou seu primeiro baixo? Eu aprendi sozinho, e consequentemente não tenho uma técnica perfeita. Mas eu gosto do jeito que eu toco. Meu primeiro baixo foi dado pelo meu pai, depois que eu pintei nossa casa. Era um baixo Mako. Eu nem sei o que isso significa. Mas eu o amava e o tocava todos os dias. Atualmente ele está em um museu na sede da Fender.

O que você estava fazendo na sua foto? Ou você se veste assim todos os dias agora? (Nota: A foto que o autor da pergunta se refere é essa aqui) Eu estava indo tomar café-da-manhã com amigos um dia e decidi usar uma gravata. Eu não me visto dessa maneira agora. Tenho muita sorte de nunca ter que usar gravata, eu faço isso mais como piada do que outra coisa.

Você estava falando sério sobre o seu baixo estar em um museu? Sim, eles têm uma exibição lá.

Foi legal ter Ozzy Osbourne no seu programa? Sim, ele foi incrível. Um ícone, e continua simples e amigável. Eu tive dificuldade de entender o que ele falava algumas vezes. Eu precisava de um tradutor de inglês para inglês…

Tem alguma música que soa como o Dude Ranch? Sim. Estou trabalhando em uma nova faixa que soa como alguma do Dude Ranch. Meio que me lembra de Apple Shampoo.

Se você não estivesse na música, o que você estaria fazendo agora? Antes de sair da faculdade para fazer turnês o tempo todo, eu estava estudando para ser professor de Literatura Inglesa.

Banda favorita absoluta? The Cure

O que você faz no seu tempo livre quando está em turnê? Não entendi sua pergunta. O que é esse “tempo livre” no qual você se refere?

De quem foi a idéia de ter o vocalista do The Cure no self-titled? Essa foi do Tom. Acho que o Travis teve a idéia de colaborar com alguém e Tom sugeriu Robert Smith.

Onde eu posso arranjar seu baixo branco com o polvo? Existe apenas um. É um Fender Mark Hoppus signature que meu amigo personalizou com o logotipo do Octopus.

Qual dos jogos Katamari é o melhor? Um ou dois? O primeiro é o original. Mas é frustrante quando eu fico preso atrás de algo e não consigo sair facilmente. O segundo foi demais, mas a sequência…