Tradução do post do Mark

Autor Por brunobld em 19/11/2008

Tradução do último post do himynameismark.com em que já foi citado abaixo pelo post do Colombia182.

Vale a pena ler, clique em leia mais para ver a tradução do post completo.

Olá. Faz bastante tempo que eu não posto nada aqui no himynameismark. Não tenho estado muito afim. Esses últimos dois meses têm sido os piores tempos de que me lembro, e eu espero que nunca vejamos nada do tipo de novo. Primeiro de tudo, perdendo nosso querido amigo e grande produtor Jerry Finn, e depois o acidente de avião que aconteceu em setembro, levando nossos amigos Chris e Che. Mesmo dois meses depois, eu ainda não consigo acreditar no que aconteceu, e é muito pra se falar. Mas deixe me comentar que eu penso do pequeno Chris todo santo dia, e o mundo não é o mesmo sem ele. Ele é uma das melhores pessoas que eu já conheci. Nós viajamos o mundo junto, passamos incontáveis horas em ônibus e aviões, em lobbies de hotéis e camarins. Trabalhamos juntos, demos risadas, e zoamos pessoas. Quando eu via ele no estúdio, não importa se fosse com o blink-182, com o +44 ou com qualquer banda desconhecida que eu estivesse produzindo, ele entraria no estúdio, se apresentaria, faria algumas piadas, e faria com que todos estivessem bem cuidados. Ele fazia todos se sentirem em casa como se fossem uma família. Todo mundo que ele conhecia era um amigo pra vida, e ele conversaria com qualquer um, não imporatava se era a maior estrela no mundo ou alguém esperando pra entrar em um show, o pequeno Chris tratava todo mundo como um amigo, ele era um amigo querido. Eu estou muito triste por ele não estar aqui agora, não há palavras.

Também sou muito grato que o travis e o DJ AM conseguiram sair do avião naquela noite horrível. Travis é um irmão pra mim, e desde o acidente, ele tem passado por mais do que eu posso imaginar. No dia depois do acidente, quando eu o vi na unidade de queimados em georgia, para o hostpital em LA e depois vê-lo em casa, sua recuperação não é nada menos que incrível, todo dia fica um pouco melhor. E ele não é só meu irmão, como também o melhor baterista e músico que eu já vi, o cara nasceu pra tocar bateria, e é ótimo vê-lo voltando ao estúdio atrás do instrumento.

Com relação a mim, eu tenho voltado a trabalhar também. Algumas semanas atrás eu fui pro estúdio com o Our Lunar Activities, pra terminar o cd deles. Chris Holmes e eu gravamos mais três músicas deles, e elas estão passando pela mixagem final no momento. Aí, semana passada, eu fui a New York City para apresentar o All Time Low no Woodie Awards 2008 da MTVU. No dia em que eu voltei, fui direto ao estúdio com meu amigo Richard Gibbs, que produz filmes. Ele tinha uma vaga idéia sobre uma música para um filme em que ele está trabalhando, e ele queria que eu colaborasse com ele nisso. passamos cinco dias seguidos no estúdio e terminamos com uma música muito boa para um filme chamado “fired up”, que sai ano que vem. É bom estar cantando e estar no meio de tudo isso de novo. Essa semana eu e o Chris Holmes estamos trabalhando na música tema para um show de TV. Já passou a primeira série de aprovações, e agora vai para os grande produtores para eles darem suas opiniões. Esperançosamente vocês a verão na televisão em breve, dê uma olhada nas programações locais.

E em meio todas essas coisas e outras que aconteceram ultimamente, Tom, Travis e eu conversamos todos juntos. Primeiro por telefone, e depois, há duas semanas atrás, nós nos encontramos por algumas horas. Foram conversas muito legais e positivas. Nós estamos nos reconectando como amigos após quatro anos sem se falar, é uma coisa boa. Obviamente, a primeira pergunta é “Isso significa uma reunião do blink-182?” e a resposta nenhum de nós sabe. Nós não falamos nem um pouco sobre isso, nesse momento é bom para nós três nos vermos, reconectar, e deixar que o passado seja o passado. Os acontecimentos dos ultimos dois meses supera qualquer coisa que aconteceu antes. A vida é muito curta.