Blink-182 explica porque não irão tocar “Up All Night” na turnê.

Autor Por Danilo Guarniero em 28/07/2009

Em entrevista para a MTV americana, o Blink-182 falou sobre a música “Up All Night”, e que eles podem não tocá-la na turnê. Entenda o motivo lendo a tradução da materia abaixo:

LAS VEGAS — Há uma grande chance de você ouvir sobre todas músicas imagináveis do Blink-182 nessa turnê de renião… e muitas piadas sujas também.

Com um catálogo que abrange uma década e um set que chega a quase 2 horas, Blink veio jogando tudo nesses shows recentes, com uma exceção notável: “Up All Night”.

Desde que a turnê começou na semana passada, os fãs do Blink vêm pedindo para a banda tocar “Up All Night”, a única música nova que eles completaram antes de caírem na estrada. Em entrevistas anteriores, o Blink prometeu revelar a música durante a turnê, mas até agora, nada. E pelo que parece, isso não vai mudar tão cedo.

“Nós poderíamos tocá-la, ou não.” Mark Hoppus disse. “Nós não finalizamos a gravação dela ainda, e nós realmente não queremos que a primeira vez que as pessoas vão ouví-la seja uma versão no YouTube de nós tocando ao vivo. Queremos que seja nossa música atual, e nós não tivemos a chance de finalizar ainda, então nós provavelmente iremos deixá-la for a do set até nós finalmente lançarmos ela.”

Enquanto “Up All Night” – que foi originalmente chamada “The Night the Moon Was Gone” (e por falar nisso, a filha do Tom DeLonge foi quem pensou no nome) – pode não estar finalizada ainda, o Blink está muito orgulhoso dela.

“É uma música incrível. Nós apenas não terminamos de gravar ainda.” DeLonge disse. “Mas eu nem sei se nós teremos espaço para ela, já que temos tantas músicas nesse set.”

“É, nós estamos tocando muitas músicas.” Hoppus disse. “Nós estamos tocando o máximo que podemos, sem sermos cobrados por passar do tempo cada noite.”

Falando um pouco mais do set, tem músicas mais maduras como “Down,” “I Miss You” and “Stockholm Syndrome,” que foram prolongadas e mostram o Blink de uma maneira que você provavelmente nunca viu antes: ridiculamente apertados, máquinas profissionais de pop-punk. Depois de tudo que eles vieram praticando muito – eles também poderiam se mostrar um pouco.

“Sobre ter o Travis na banda, ele é o fundamento do que nós fazemos.” DeLonge disse. “Então eu e o Mark podemos seguir o que ele faz. Em algumas partes é improviso, e é o tipo de coisa que você não vê normalmente em bandas do nosso estilo, e acho que nós faremos mais isso no futuro… O que é realmente legal agora, tirando o fato de estarmos nos divertindo muito, é o fato da banda estar apertada. Acho que nós estamos tocando melhor do que nunca.”


Só uma “notícia” rápida, o Mark postou no seu twitter que ele e o Chris Holmes estão trabalhando em um remix de uma música do Jackson 5. Ele disse que é uma honra fazer parte disso. Provavelmente a música a ser mixada será a famosa “ABC”.