blink-182: 20 anos em 20 fatos – Os primeiros encontros

Autor Por Márcio Medeiros em 10/08/2012

No mês de agosto, há 20 anos atrás, Mark Hoppus e Tom DeLonge se encontraram pela primeira vez e deram início a uma das maiores bandas do mundo. Para os fãs do blink-182: a maior banda do mundo. Scott Raynor apareceu logo em seguida para assumir as baquetas e completar o trio.

A partir de hoje, 10 de agosto, vamos iniciar uma série de 20 postagens com 20 fatos, um por dia, que vai tentar resumir a incrível história desse trio, que já lançou seis discos de estúdios, vendeu milhões de cópias por todo o mundo, mudou de baterista, entrou em hiato indefinido, perdeu seu quarto membro, quase perde Travis Barker e voltou a ser uma banda novamente para a alegria de seus fãs.

Acompanhe aqui no Action182.com a série blink-182: 20 anos em 20 fatos.

Os primeiros encontros

San Diego, Califórnia. O ano era 1992 e o mês agosto. Era o início das aulas de verão da Rancho Bernardo High School, escola onde Anne Hoppus e Tom DeLonge estudavam – aliás, Tom tinha acabado de ser expulso da Poway High School por entrar em um jogo de basquete bêbado e achar que dessa forma, o jogo ficaria mais emocionante. Anne conheceu DeLonge por conta de seu namorado. Conheceu também seu amor pela música e sua banda de um homem só: a Big Oily Men.

Mark Hoppus morava em Ridgecrest, no meio do deserto californiano, e também amava música. Até tinha uma banda: a Of All Things. Porém, no deserto não tinha muita gente para apoiar bandas. Foi quando Mark se mudou para San Diego e começou a trabalhar em uma loja de discos. Já na escola, após ouvir tanto que Tom gostaria de estar em uma banda e saber que seu irmão também queria a mesma coisa, Anne arrumou um encontro entre os dois em uma noite daquele mês na garagem de DeLonge.

Naquele primeiro encontro, guitarrista e baixista passaram horas tocando as músicas que cada um já havia feito. Naquela noite também, eles começaram a compor as futuras canções que um dia fariam sucesso em todo o mundo. “Carousel”, um dos hits do blink-182, foi composta no primeiro encontro entre Mark e Tom. Mesmo mostrando seu amor pela música, Hoppus ainda quis impressionar DeLonge e subiu em um poste na rua da casa do guitarrista. A ideia não deu muito certo, pois o baixista caiu e machucou seus dois calcanhares.

Para completar a banda, a dupla precisava de um baterista. Tom conhecia Scott Raynor da escola e sabia que aquele garoto de 14 anos de idade, mesmo sendo metaleiro, tocava bateria muito bem e seria ideal para o grupo. A partir dai, o trio estava formado e usava os nomes Duck Tape ou Figure 8, mas nada estava decidido. Tom e Mark passaram a ensaiar no quarto de Scott e a escrever suas músicas.

Há a versão de Scott para o início da banda. Ele e Tom já se conheciam e procuravam um baixista para completar o trio. Eles conheceram Mark, que deixou de tocar com os dois por conta de sua namorada, mas voltou logo em seguida quando escolheu a música como prioridade para sua vida e percebeu que Raynor e DeLonge também.

Amanhã você confere o próximo fato sobre os 20 anos do blink-182.