" alt="nome da noticia">

As 12 músicas do blink-182 que poderiam virar singles

Autor Por nath em 23/01/2013
Na próxima lista com o melhor do blink-182, o Action182 separou as 12 músicas do blink-182 que poderiam ter se tornado singles ao longo da carreira da banda.
A votação aconteceu em nosso Facebook, no dia 22/01.

12. Here’s Your Letter (2003)

Mark Hoppus contou que a música retrata a inabilidade das pessoas de se comunicar umas com as outras e como palavras e explicações só confundem os problemas. “Eu escrevi os versos para uma música e Tom escreveu o refrão para outra. E realmente encaixou!”

 

 

11. Easy Target (2003)

Tom conta que música surgiu com a história de um amigo: “quando ele era jovem, foi convidado para ir à casa da garota mais bonita do colegial. Ele pegou sua bicicleta e foi o mais rápido possível, e quando chegou, simplesmente o deram um banho de mangueira. Ele voltou para casa molhado, triste e humilhado”.

 

 

10. Mutt (1999)

DeLonge escreveu a música para seu amigo Benji Weatherly, um surfista profissional que fazia muito sexo. “O nome dele era Benji, mas todos o chamavam de Mutt (pateta) e a música é sobre um cara e um garota que gostavam de transar e não se importavam muito com o resto. Acho que não importa, desde que eles estejam se divertindo. Não é tão profundo.”

 

 

9. Shut Up (2001)

Para Mark Hoppus, “ao longo da vida, as pessoas tentarão te controlar. Vão te falar como você deve viver, o que você deve pensar, como você deve agir. Essa é a minha mensagem pra essas pessoas. Como diz o Bad Religion: ‘Todo mundo sabe o que é melhor para você'”.

 

 

8. Wasting Time (1994)

“Você realmente gosta dessa garota e sempre passa seu tempo imaginando o que ela pensa sobre você. Você pensa nas coisas que poderia fazer para impressioná-la e o que poderiam fazer juntos, mas não tem coragem de contar para ela. Você está desperdiçando seu tempo.” É isso que conta a música, por Tom DeLonge.

 

 

7. Roller Coaster (2001)

Mark namorava uma garota e não podia contar nada pra ningúem. A situação toda era um saco, então ele escreveu uma música sobre isso.

 

 

6. Asthenia (2003)

“O tema da música é sobre esses dois caras que estão sentados na sua nave espacial, não maior que um carro, olhando pela janela e vendo o espaço, eles podem ver a Terra de longe. A ideia é de que eles podem morrer ali, mas talvez seja pior voltar à Terra. “Let me die in space.” Asthenia conta sobre a perda de todas as condições vitais.” (Mark Hoppus)

 

 

5. Reckless Abandon (2001)

Essa é a música de Hoppus sobre sobre ir à praia e sair com seus amigos. Sobre ir andar de skate do meio-dia até a meia-noite, todos os dias da semana. E além disso, é sobre ir à festas quando seus pais estão viajando. “É uma música sobre jovens agitando a cidade e deixando um sinal para a próxima geração.”

 

 

4. Everytime I Look For You (2001)

Nas palavras de Mark Hoppus: “eu honestamente não faço ideia sobre o que é essa música”.

 

 

3. Dumpweed (1999)

Tom DeLonge conta: “eu lembro de ter escrito essa música enquanto pensava no meu cachorro. Você pode adestrar o cachorro, mandar ele sentar, ficar quieto, ser um bom cão, mas você não pode fazer isso com uma garota. Então eu achei que seria legal escrever uma música sobre isso. Se você tivesse uma garota que pudesse adestrar seria mais legal, assim ela não te deixaria chateado e nunca seria uma mulher. E mulheres são uma espécie totalmente diferente”.

 

 

2. Going Away to College (1999)

Mark escreveu a música como se fosse um menino deixando sua namorada, após anos juntos na escola. “Depois do ensino médio, quando você está indo para a faculdade, o que você diz pra essa garota pela qual você esteve apaixonado por anos, mas agora a está deixando por um bom tempo? Acho que não dá pra ser mais romântico que isso. É uma música triste e muito comovente. É uma das minhas músicas favoritas do albúm e o jeito que a letra flui com a música só a torna mais triste e emocionante. É uma situação pela qual muitas pessoas passam.”.

 

 

1. Aliens Exist (1999)

“Como hobby, eu sempre leio livros e estudo materiais sobre OVNI’s e conspirações governamentais. Então eu escrevi uma música sobre um cara falando sobre alienígenas, como se ele tivesse vivido uma experiência estranha, mas ninguém acredita nele, eles acham que ele é cheio de merda. Mas ele está direcionando sua raiva contra o governo, porque o governo sabe que tem alguma coisa acontecendo. Eu sou um desses loucos que realmente acredita que essas coisas existem. Acho que se todo mundo fizesse uma pesquisa, iam descobrir que estão comigo.  Acho que é uma música legal vinda desse ponto de vista. Eu leio livros sobre abduções e tem centenas de milhares de pessoas que já tiveram uma experiência durante a noite e elas não sabem o que foi, só sabem o que elas viram e sentiram, mas ninguém acredita.” (Tom DeLonge)

 

 

Acha que ficou faltando alguma música? Deixe sua sugestão nos comentários!

E para quem perdeu a primeira lista, confira os 13 melhores duetos de Mark e Tom.