As 10 melhores músicas de Tom DeLonge

Autor Por Danilo Guarniero em 12/12/2013

tumblr_mxhm7iBlYu1sglty2o1_1280

Para comemorar o aniversário de 38 anos de Tom DeLonge neste 13 de dezembro, resolvemos vasculhar a carreira dele e separar 10 das melhores músicas que nosso guitarrista compôs até hoje em todos os projetos que participou, assim como fizemos em homenagem a Mark Hoppus em seu aniversário, em março desse ano.

Com certeza vai ficar muita música de fora. E também, não é exatamente essa ordem — todos sabemos o quanto é difícil classificar por ordem as músicas de nossas bandas favoritas! Para não ter injustiça, convidamos você a comentar logo após terminar de ler o post para dizer o que achou e indicar quais músicas faltaram entrar nessa lista.

_

Angels & Airwaves – We Are All That We Are

Já imagino que você deve estar se perguntando o que essa música está fazendo aqui. E ela está aqui exatamente por esse motivo: definitivamente uma música que merece mais atenção do que recebe. A faixa que fecha a segunda parte da sequência de dois discos do Angels & Airwaves (LOVE Pt. 2) pode até mesmo passar despercebida, ser considerada cansativa por alguns, mas ela merece estar nesta lista pois é provavelmente a música mais grandiosa que Tom DeLonge já escreveu, instrumentalmente falando. Esqueça a letra, apenas sinta a música. O solo do meio para o final é espetacular e reflete exatamente o que o guitarrista dizia querer fazer logo quando formou esse projeto, em 2006: algo grandioso — só errou ao dizer que o AVA seria uma das maiores bandas do rock atual, mas isso a gente releva.

blink-182 – Dick Lips

Essa é uma música que Tom escreveu sobre quando foi expulso da escola por aparecer bêbado durante um jogo de basquete e a reação que seus pais tiveram. Por causa do ocorrido, Tom teve que mudar ser matriculado em outro colégio, onde conheceu a irmã de Mark. O resto é história.

Mark Hoppus conta como o nome dela surgiu: “Essa música foi escrita pelo Tom e ele não tinha título para ela. No dia que nós gravamos, o produtor perguntou qual era o título e Tom não tinha nada. Num outro dia, eu estava cismado na frase “dick lips” e chamava todo mundo por esse nome o tempo todo. Quando Trombino perguntou ao Tom sobre o título, eu sugeri ‘Dick Lips’ como nome e Tom cismou nisso também. Nós iríamos criar um título melhor quando o albúm fosse lançado, mas acabamos gostando do nome e ficou por isso mesmo.”

Box Car Racer – I Feel So

Uma música sobre ser jovem e se sentir com ódio do mundo e, de certa forma, de si próprio, também. Sobre querer ser outra pessoa, alguém maior e melhor do que se é. Parece que o triste e confuso Tom DeLonge que escreveu essa música na época do Box Car Racer estava passando por um tempo difícil de transição, onde ele queria experimentar coisas novas, criativamente.

blink-182 – Pretty Little Girl

Essa é uma música que Tom escreveu para sua esposa, a Jen. Ela conta a história de como se conheceram jovens, de como o relacionamento evoluiu, sobre como os filhos deles estão crescendo enquanto eles estão envelhecendo… que mundo louco.

Box Car Racer – Letters To God

Como o próprio nome diz, a música é uma carta endereçada a Deus, onde o autor da carta tenta lhe dizer que não está pronto para deixar este mundo ainda e que não iria mais mentir ou pecar se pudesse ter a chance de continuar vivo. Uma possível interpretação é que a música é sobre um personagem que está à beira da morte e se vê implorando para continuar aqui, questionando-se se não rezou o suficiente como as outras pessoas. Tom escreveu a parte 2 para a música do Angels & Airwaves. Letters To God Part. 2 está no álbum LOVE e é sobre continuar fazendo perguntas a Deus e não obter respostas.

blink-182 – Aliens Exist

Uma música sobre alienígenas. Classic Tom DeLonge.

Todo mundo sabe que um dos maiores passatempos do guitarrista é ler e estudar materiais sobre OVNIs e conspirações governamentais que envolvem o assunto. Ele REALMENTE acredita que essas coisas existem. A música Aliens Exist é sobre um cara falando sobre aliens, como se ele tivesse vivido uma experiência estranha e ninguém acreditasse nele. Mas ele está direcionando sua raiva contra o governo, porque o governo sabe que há alguma coisa acontecendo.

blink-182 – Stay Together For The Kids

Apesar de ser uma música praticamente toda cantada por Mark Hoppus, com exceção dos refrões, a faixa foi escrita por Tom DeLonge. O guitarrista diz no DVD Urethra Chronicles II que escreveu a música pensando exatamente no dia em que estava na frente de sua garagem enquanto seus pais se separavam. É uma música que fala sobre divórcio e como as crianças acabam sofrendo quando os pais decidem tomar rumos diferentes. Tanto Mark como o Tom são filhos de pais divorciados e sabem bem como é.

Angels & Airwaves – Secret Crowds

Uma música sobre ter um próprio mundo, para construir um grande império e poder cuidar das coisas que você gosta, espalhando o amor como a violência, espalhando a esperança como fogo. Nesse mundo não haveria guerras, mortes, armas ou tumultos. Seja lá no que exatamente o Tom estava pensando ao escrever essa música, que é aberta a várias interpretações subjetivas (cada um que reflita o que faria se pudesse construir um novo mundo) esta é, sem dúvidas, uma das melhores e mais energéticas músicas do Angels & Airwaves.

blink-182 – Asthenia

Uma das músicas mais “Tom DeLonge” do disco Self-Titled, cheia de efeitos e letra sobre o espaço. Algo bem primitivo do que viria a ser o Angels & Airwaves, com um instrumental que praticamente te coloca no espaço e uma pequena introdução que, inclusive, possui trechos reais de transmissões da NASA.

O nome “Asthenia” significa a perda de todas as condições vitais. A música fala sobre um astronauta dentro de uma pequena nave espacial avistando o espaço e a Terra, de longe. A ideia é de que eles correm risco de morrer ali, mas talvez seja pior voltar à Terra. Ele está na dúvida se voltar ou não iria fazer alguma diferença em um lugar tão negativo. É uma música sobre a perda de esperança.

Obs: Se você parar para notar, é essa basicamente a história que trata o filme de ficção científica LOVE, do Angels & Airwaves, onde um astronauta se vê nas mesmas condições descritas na música Asthenia, só que ele começa fazer algumas descobertas no decorrer do filme. (você pode assistir ao filme LOVE na Netflix!)

Angels & Airwaves – Rite Of Spring

Talvez essa seja a música mais pessoal que Tom já escreveu na vida. Ele conta toda sua história,  desde seus problemas familiares na infância, até os primeiros acordes na guitarra, primeiras bandas, o blink-182, os “amigos que se afastaram” (obviamente incluindo Mark, Travis na época do hiato). Uma música que fãs do blink-182 certamente conseguem identificar cada verso com a história do trio, mas não só isso.  É uma música inspiradora e fácil de relacionar com a própria vida, com uma bela mensagem no refrão: “se eu tivesse a oportunidade de tentar novamente, eu não mudaria nada, pois foi isso que me fez ser quem sou por dentro.”