Amigos falam sobre o produtor Critter

Autor Por Márcio Medeiros em 03/01/2012

Dias depois do falecimento de Jeff “Critter” Newell, amigos do produtor comentaram o acontecido através das redes sociais.

O Facebook do Angels and Airwaves publicou a imagem abaixo. Leia a tradução abaixo:

Mensagem do AvA
(Clique para ampliar)

Então eu fingi que estava escrevendo a introdução de um livro de fotos. Eu faço isso para divertir a mim mesmo. Eu gosto de escrever.

Esse foi o resultado. Eu gostei.

Intensidade apaixonada.

Antes mesmo de eu chegar perto de fazer o que eu faço e gravar uma batida, esse cara louco estava pontificando um sonho.

Esse foi o momento em que um trabalho virou uma aventura. Eu mexi o meu traseiro. A coisa evoluiu. Eu fiz amigos.

É uma fusão complicada. Minha câmera é um outro suplemento. Créditos ao meu avô.

A primeira brilhante gravação foi o Tom assustado e pensativo. Essa é a aventura. Naquele disparo do obturador, houve a revelação que assombra a sede de um dedo em capturar um instante. Em milésimos de segundo, peguei um momento de cara preocupado.

E naquele momento, deslumbrante.

O que me leva de volta à intensidade apaixonada. Antes mesmo de entrar no estúdio, antes de ouvir uma música, esse maluco estava vendendo me não apenas a música, mas a razão para a mesma.

Eu gosto disso. É o pouco convincente que te faz levantar antes do sol e pular em um barco para uma ilha do canal e amá-la. Começou com um estranho falando sobre amor e guerra e um conceito. Tornou-se muito mais.

A coisa louca sobre Tom é o seu exame visual na música. Ele é um artista, então ele traz isso para a mesa de escrita. Eu nunca vou esquecer a sua explicação para uma pausa musical baseada em um jogo de luzes. É um contrapeso agradável que me fez lembrar de por que diabos eu faço isso.

Ultimamente, estes são meus amigos. É o motivo de eu apontar uma câmera. Eu os quero vulneráveis e frágeis. Eles são heróis para mim. É a minha vida e eu só tenho uma chance.

Mas eles são também apenas heróis. O que eu amo neles ressoa em inspiração e em você se transformando. Eu gosto de congelar o momento. Eu gosto de testemunhar. Eu crio, mas sou fã dessa vida louca.

Estou orgulhoso por capturar Atom pingando de suor em um raro momento “moicano”. Gosto de ter capturado o Tom contemplativo – e acreditem, o cara se vende com seu próprio entusiasmo. David foi congelado em um momento enquanto se arrumava todo antes de se apresentar para o público. E este, o cara tímido, pulando paredes e explodindo em cima de uma moto. Matt é louco e são, ao mesmo tempo.

Estas são fotos, ou uma visão rápida, se preferirem. Momentos congelados dos meus heróis. Efêmeras e arrasando.

Como a vida. É tentadora, frágil e indecisa. E estas são memórias lindas. O impulso de um dedo amando o momento com amigos.

A mística que eu adoro é o batimento do coração daqueles com quem eu compartilho minha vida.

Este é o legado deles, em relances obscenos, rendilhados em prata.

Apesar de tudo, serem titãs não resolve o eterno dilema “carne asada VS. Carnitas”.

E não importa o número de fotos que eu tirar, nunca resolverei o incidente do burrito.

Não que eu não vá tentar.

E sejam bem-vindos ao lar.

Tom DeLonge disse em seu Twitter que seu “coração está doendo muito” e que o dia de hoje está sendo muito difícil. Em outra frase de Tom, retirada do documentário Start The Machine, o músico disse que Critter foi “a coisa mais artística e bonita que já aconteceu com o Angels and Airwaves”.

Matt Wacther, atual baixista do Angels and Airwaves, publicou uma frase de Critter que diz o seguinte: “A mística que eu adoro é o batimento do coração daqueles com quem eu compartilho minha vida”. Matt ainda disse que “gostaria de ser tão bom com as palavras como ele era” e completou com um “adeus meu amigo, Critter. Você vai viver em nossos corações e em nosssa música para sempre”.

O ex-baterista do AvA, Atom Willard escreveu o seguinte em seu Facebook: “Eu estou perdido hoje e estou realmente triste com nossa perda. Nós todos perdemos um grande talento, um gênio criativo, um amigo e uma inspiração. O que Critter via no som e nos sons, e como ele via a música em geral era algo que eu nunca tinha experimentado antes, ou irei novamente. Ele era incrível para se trabalhar e um ser humano fascinante com quem você poderia facilmente discutir sobre política interna, política externa, música ou sobre os produtos da Apple. Eu sempre vou sentir falta de suas cartas, seu entusiasmo infantil para a música e sua busca do melhor, o melhor refrão, a melhor música. Adeus, Critter”.

Ainda falaram sobre o produtor Chris Georggin, um dos amigos da banda, que disse que não será o mesmo sem ele e Chris Holmes, engenheiro de som e produtor do +44 e blink-182, que twittou que estava muito chateado com a situação e que Critter era um grande engenheiro, produtor e uma pessoa melhor ainda sair.

A causa da morte não foi mencionada e o enterro será realizado no próximo dia 6 de janeiro estado de Illinois, onde os pais de Critter moram, só que na cidade de Wheaton.

O Blink-182 Peru postou um vídeo no YouTube, que foi replicado por alguns fãs do blink-182 e AvA, onde mostra David Kennedy, Atom e Tom falando sobre o “quinto membro” da banda.