A Inveja Tem Sono Leve

Autor Por brunobld em 20/05/2009

Inveja é uma coisa muito feia. Mas ao mesmo tempo é muito engraçada. É um pecado capital, apesar de eu achar que se não cometêssemos esses pecados, a vida não seria tão divertida. Sem puxar para o lado dos outros pecados, vou me focar na inveja…
Deparo-me com ela todos os dias. Não, não estou dizendo que as pessoas têm inveja de mim – e se tiverem, eu realmente não sei por quê! -, mas vejo algumas cenas no dia-a-dia que são ridículas. Disse aí no começo que acho a inveja engraçada. E acho mesmo! É muito engraçado ver as pessoas querendo matar as outras. Seja moralmente, verbalmente, psicologicamente ou até fisicamente, por uma coisa que essas próprias poderiam estar fazendo, mas passam tanto tempo colocando um “olho gordo” na vida dos outros que não param pra pensar em como poderia ser a vida de cada uma dessas pessoas se elas simplesmente cuidassem dela!

Tenho certeza que Mark, Tom e Travis devem acordar ao menos uma vez por semana com a orelha esquentando de tanta inveja que devem ter deles. Tanto bandas, como familiares e até fãs. Eles podem muitas vezes ignorar tudo o que devem ouvir, mas sempre tem alguma coisinha que deve ficar na cabeça. E isso irrita muito.

Quando alguém começa a ter o que quer, fica feliz pelo o que tem ou simplesmente é mais feliz que outro alguém, esse outro vai começar a cutucar a vida de quem está bem, porque muito provavelmente está insatisfeito ou quer mais do que já tem. Isso desanima qualquer um. Acabar com a felicidade dos outros é outro fato muito feio. Por que as pessoas não podem ficar felizes ao verem as outras esbanjando felicidade? Aposto que muita bandinha tremeu quando o blink-182 anunciou a volta e os fãs voltaram à ativa, voltando todas as atenções a eles. Eu mesma fiz isso. Larguei muita banda que fui descobrindo ao longo do hiatus do blink pra poder voltar a me focar neles. Quanto famosinho não deve ter ficado com inveja dos ataques que os fãs tiveram com esse anúncio?

Mas ainda acho que inveja por coisinhas bobas é a pior. Aconteceu comigo esses tempos, mas não vou citar nomes ou o que aconteceu. Só vou dizer que é ridículo. E por mais que você tente não ligar, te atinge de uma forma inevitável e te deixa mal. Mas é exatamente isso que os invejosos querem, não? Então é nessa hora que você balança a cabeça, pensa “se está com inveja, é porque sou melhor que eles” e continua vivendo sua vida.

O problema é quando extrapolam. Quando começam a procurar outros meios de atingir as pessoas. Tentando fazer a cabeça de quem está próximo à pessoa invejada de que ela é isso e aquilo. Mas como sempre dizem: é aí que você vê seus verdadeiros amigos. Porque quem realmente é seu amigo, não vai se deixar levar pela opinião de uma pessoa que não tem o que fazer da vida e fica colocando ‘olho gordo’ na vida dos outros.

 

Fica o meu recado aqui a quem ‘sofre inveja’ dos outros: não ligue. Quanto mais você ligar, mais a pessoa vai te invejar/te provocar e isso pode acabar te atrapalhando.

Meu recado pra quem é o invejoso da história é esse: idiota. É isso que você é. Inveja faz mal. Inveja é ridícula. Inveja só serve pra você esquecer da sua vida e prestar atenção na dos outros. Muitas vezes o que a pessoa que você tem inveja conseguiu, está na sua cara e você não consegue ver. Agora, se você tem tudo e mais um pouco, mas adora ver a felicidade dos outros acabarem em um estalo de dedos, você é mais idiota ainda. Fique feliz pelos outros, porque um dia eles ficarão felizes por você. Ficarão felizes em ver que você não é mais aquela pessoa que invejava até a unha do dedinho do pé do melhor aluno da sala de aula.

 

“Não grite sua felicidade tão alto, a inveja tem sono leve”, autor desconhecido.

 

Juliana Claro Mendes tem 18 anos, cursa Jornalismo – mas não sabe se é realmente isso que quer. É a primeira coluna no Action e espera que não seja a última. É um assunto que desvia um pouco das colunas já escritas aqui e avisa que as próximas serão no mesmo estilo, uma vez que gosta de pegar casos da vida real para escrever e passar aos outros. Críticas são bem vindas desde que opiniões sejam respeitadas. Até a próxima!